«De ti estou tão perto, mas tão afastada. Não consigo apagar, as marcas do passado. O ódio que eu nem tinha, deixou-me refém. Pois do que de ti vinha, só me fez, tão bem. Amor de engano, digo que te odeio, quando sei que te amo. Amor proibido, quanto mais eu fujo, mais tu fazes sentido.»

1 comentário: